anyvelasco

O melodrama da rebelde e o governador


anyvelascoAnahí Puente, estrela de novelas, e Manuel Velasco, governador de Chiapas, tornaram-se um dos casais mais assediados e admirados do México. Hoje ele é o primeiro legislador ecologista a ocupar o cargo e ela, a tuiteira mais seguida do país.

Parece que o sonho molhado de um consultor de imagem política. Anahí Puente se abraça amorosa ao promissor Manuel Velasco, jovem governador de Chiapas, em enaltecimento de milhares. A vocalista, compositora, atriz e empresária está tão habituada às câmeras que parece igualmente contente em todas as fotos promocionais de seu CD, posando de turista nas ruínas arqueológicas de Palenque ou na urna preparada pra votar. É, concordam os repórteres de entretenimento, uma profissional nisso, os espetáculos. O que não quer dizer que esteja saindo com Velasco por estratégia. Ou vice-versa.

Suas fotos passeando por Chiapas, navegando pelo Cañón del Sumidero, abraçados -quase sempre na mesma pose-, se tem repetido incansavelmente. Já em novembro de 2011, a artista o acompanhou em atos políticos em Chiapas. Em agosto de 2012, a relação foi confirmada desde a capa da edição mexicana de ¡Hola! com um apaixonado beijo. Ela afirmou que a foto era roubada.

A experiência de Anahí anula a diferença do político de 32 anos, um dos rostos mais visíveis do polêmico Partido Verde -que, entre outras coisas, está a favor de implantar a pena de morte-. É inevitável pensar em Angélica Rivera, a Gaivota, esposa do presidente Enrique Peña Nieto e também uma engrenagem do star system mexicano que fez a transição das novelas à política. Quem antes entravam em cena pela porta de trás -a atriz Irma Serrano, amante do presidente Gustavo Díaz Ordaz (1964-1970), foi um caso repercutido-, agora são os rostos visíveis e amáveis de partidos muito criticados.

Anahí deve sua fama à televisão. Nascida na Cidade do México em 1983 está desde os três anos sob o olhar público, protegida pela poderosíssima emissora Televisa. Começou no programa infantilChiquilladas em 1986 e alcançou o auge em 2004 com a série Rebelde. Foi um fenômeno que também saiu do grupo, RBD, que vendeu mais de 57 milhões de CDs. Em 2008 se separou. Anahícontinuaria em carreira solo com CDs, mais novelas, empresas de moda… Hoje é a tuiteira mais seguida do México (quase com sete milhões de seguidores que só aumenta).

“Não há marca que não queira ter Anahí. Representa responsabilidade social, tem estado envolvida em causas feministas e ecológicas; não é uma figura plástica”, aponta o crítico Alvaro Cueva. O mais escandaloso que se atribui a ela são rumores de cirurgias plásticas e um transtorno alimentício que sofreu há anos e revelou ao público “para ajudar a outras garotas“. “Tem consciência como figura pública“, disse Cueva. “Foi preparada para ser estrela, mas, diferente dos outros pais que fizeram de suas filhas figuras sexual, os dela não. Projeta inocência. Tem uma parte sensual, no entanto explora mais seu sorriso que seus seios“. No Twitter agradece muito “a Deus” as “bençãos” que recebe.

Tanta pureza e simpatia casam bem com a imagem de seu atual companheiro e co-protagonista de capas, Manuel Velasco, el Güero (de pela clara, no México). “São personagens muito jovens, cada um em seu âmbito“, analisa a jornalista Katia D’Artigues. Deputado local mais jovem do Estado de Chiapas em 2001, deputado federal mais jovem do Congresso em 2003, senador mais jovem da história do México em 2006… Na campanha, Velasco fez promessas de seriedade em Chiapas, um dos Estados mais pobres da República, e ao ganhar anunciou o recorde de salários dos funcionários superiores, começando pelo seu (aos 50%). Seu antecessor, segundo a revista Proceso, lhe deixou uma herança de uma dívida milionária. “Tem uma ótima imagem em seu partido, tem se caracterizado por trabalhar de verdade“, opina o jornalista Alberto Tavira. De família razoavelmente rica, seus patrocinadores não são conhecidos, mas salienta porque “é o ‘garbanzo de a libra’, algo excepcional num partido com fama obscura“.

Do Partido Verde “alguns dizem que é uma das franquias mais rentáveis do país“, disse Tavira se referindo as estranhas alianças políticas e particulares posicionamentos. O seu ex-presidente, o senador Jorge Emilio Gonzávez Martínez, o “Niño Verde“, foi visto num vídeo, em 2004, no qual supostamente negociava subornos e recentemente foi detido por conduzir embriagado. Essa mesma noite saiu da delegacia porque sentia “frio e fome“.

A Velasco, até o momento, não foi gerado grandes polêmicas. Embora fontes do Partido de Revolução Democrática (PRD) lhe acusaram depois das eleições de gastar mil milhões de pesos (154 milhões de reais) em sua campanha governamental, 20 vezes mais do que lhe é permitido pelo Instituto de Eleições e Participação Cidadã.

“Tem grande movimento em Chiapas, por si só e ainda mais forte desde que anda com Anahí” afirma D’Artigues. “Apela a um mercado bastante jovem que lhe dará as rédeas do eleitorado futuro. Ela é uma primeira dama perfeita“, disse Cueva.

Até agora jogam com a ambiguidade. Não concedem entrevistas -este jornal tentou em diversas ocasiões, sem sucesso-, no entanto postam muitas fotos juntos no Twitter e Instagram. “Feliz dia a todos“, escrevia Anahí no Twitter em 14 de fevereiro. Resta ver como encaixa seu tom ingênuo na tumultuada política mexicana. Ela acaba de concluir uma sessão de fotos para promover o turismo no Estado de Chiapas.

Queremos que as pessoas de todas as partes venham a Sancris“, comentou. Inocentemente se referia a San Cristobal de las Casas, berço do movimento zapatista.

Fonte: El País

Tradução: RBDForever.com

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s