[Nota] Dulce María tem provado sorte no cinema !


Já inventaram todo tipo de fofoca sobre Dulce María. O mais frequente:  “Estar grávida”, respondeu rápido a interprete. “Já me engravidaram umas mil vezes, essas são as coisas mais absurdas e aí me perguntava: agora de quem é, se nem namorado tenho. Só se for do espírito santo” lembra divertidamente a cantora.

Dulce se encontra promovendo o filme chileno ¿Alguien ha visto a Lupita?, que marca sua estreia nos cinemas.

Na primeira sequência do filme mostra ela mesma se gravando com a câmera de um celular, e diz: “O mundo engana, quando você faz algo, aumentam; quando você não faz nada, inventam”.

“Quando li o roteiro, há muitas coisinhas que se passam por dentro da sua vida, nas que me vi. Por exemplo esse do diálogo inicial; quando vemos o fanatismo (religiosos), quando te dizem que não pode engravidar, engordar, ter um namorado e isso não é por contrato, se não porque assim a sociedade impôs” comentou.

Já te pediram alguma vez para você ser assim?

“Não a mim, se não ao mundo todo. Já é como uma moda estar praticamente magro, cheia de operações, alcançar a perfeição inalcançável porque a sociedade diz que assim deve ser. O que acredito é que não se deve ser assim, você não tem que ser aquilo o que as pessoas querem que você seja, tem que ser fiel a seus próprios ideais, ser você mesmo.”

Até onde pesa ter uma imagem que cuidar?

“É difícil, todos somos seres humanos e as vezes estou triste, doente, enjoada, insuportável, mas bom, há pessoas lindas, mas também mal educadas. Esse tipo de coisas são difíceis, porque se você responde mal você é uma palhaça. Mas com o tempo acredito, pude assimilar, tento ser paciente e honesta. O único que não se pode comprar ou manipular é o carinho do povo e tem que atendê-los.”

Você sabe que há muitos produtores de cinema que quiseram te ter em seus filmes, mas você está ocupada com a música?

“Levo dois anos focada ao disco, e você deve dar toda sua energia a esse projeto. Este é o meu primeiro filme, e apenas me chegou outra proposta de fazer cinema que me interessaria, não para fazer-la aqui (México). Mas falta ver se acoplo as datas, porque já vou gravar meu disco.”

Qual a linha desse seguinte álbum?

“Tenho músicas mais conceituais onde, mesmo que fale de desamor, é uma ironia ao que se vive.  Por exemplo, compus uma que se chama Reloj de Arena, que não sei se venderá, mas que já pode ser vista em Televisa Monterrey. O disco sairá em março.”

Fonte: Informador

Tradução e Adaptação: dulcebrasil.com

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s